Gênero e alimentação - Université Côte d'Azur Access content directly
Journal Articles Revista de Arqueologia Year : 2017

Gênero e alimentação

Abstract

Sob influência das teorias feministas, começou-se a diferenciar o sexo e o gênero nos trabalhos acadêmicos. O primeiro descreve características biológicas, e o segundo as, muitas vezes diversas, características da identidade social (BELARD, 2015; TRÉMEAUD, 2015). O estudo de gênero, por sua vez, não se atém apenas às questões ligadas às mulheres, mas sim às relações entre os dois gêneros (GILCHRIST, 1999). A importância desse tema vem do fato de que mulheres e homens, influenciados por diferentes filtros naturais e/ou sociais, possuem atribuições diferentes nas sociedades, que podem causar exposições a certas doenças e acesso hierarquizado aos alimentos. Um desses filtros sociais é a alimentação, uma vez que ela transcende as necessidades de subsistência e torna-se um ritual, dentro do qual estão implícitas regras sociais. Em uma mesma comunidade pessoas podem consumir alimentos diferentes, dependendo de sua classe social, idade, religião ou gênero, por exemplo.
Fichier principal
Vignette du fichier
Batista Goulart 2017 - SAB.pdf (395.23 Ko) Télécharger le fichier
Origin : Publisher files allowed on an open archive

Dates and versions

hal-02025679 , version 1 (02-02-2020)

Identifiers

Cite

Luana Batista Goulart. Gênero e alimentação: estudo de viabilidade em bioarqueologia (o caso do cemitério medieval Larina, Isère – França). Revista de Arqueologia, 2017, 30 (2), pp.208-210. ⟨10.24885/sab.v20i2.497⟩. ⟨hal-02025679⟩
85 View
61 Download

Altmetric

Share

Gmail Facebook X LinkedIn More